Guia com os 5 principais fatores ao escolher uma nova plataforma de informática clínica

Técnica de laboratório mexendo no sistema de informática da clinica

Em um cenário em constante evolução, como o sequenciamento, gerenciamento de dados e interpretação, muitos laboratórios de diagnósticos estão buscando novas plataformas de interpretação e relatório de variantes para integrar em seus fluxos de trabalho atuais de Sequenciamento de Nova Geração (NGS). Afinal, com tanta concorrência e menos fatores diferenciais entre as plataformas, não é surpreendente que os chefes de laboratórios fiquem confusos e sobrecarregados ao tentar escolher uma solução de software em detrimento de outra. Por isso, preparamos aqui cinco fatores-chave a serem considerados ao selecionar uma nova plataforma de informática clínica.

5 dicas para escolher uma nova plataforma de informática clínica

Entendemos o desafio de selecionar e integrar uma nova plataforma de informática clínica para substituir seu software atual. Por isso, criamos esse guia para auxiliar no processo de seleção.

1. Experiência e estabilidade

Ao investir em uma plataforma de informática clínica, é natural desejar a garantia de que o provedor comercial o apoiará a longo prazo. Por isso, você precisa escolher uma empresa e plataforma que ofereçam experiência e estabilidade.

Isso envolve não apenas o tempo que a empresa está no mercado, mas também seu histórico de suporte aos clientes, atualizações regulares do software e a capacidade de se adaptar às mudanças no campo da informática clínica. Uma empresa estabelecida geralmente oferece maior confiabilidade e recursos para lidar com desafios técnicos e necessidades em constante evolução.

2. Confiança e transparência

Confiança e transparência são palavras-chave no mercado de software de informática clínica. Mas o que elas significam?

Quando se trata de interpretar e relatar testes clínicos de NGS para cuidados com o paciente, os laboratórios diagnósticos não podem se dar ao luxo de interpretar erroneamente uma variante ou devolver os testes dias (às vezes, semanas) depois de solicitados. Afinal, é necessário devolver relatórios precisos e de alta qualidade rapidamente. Por isso, você precisa de um software de interpretação e relatório de variantes clínicas de NGS em que possa confiar.

Essa abordagem garante que as classificações automatizadas de variantes considerem todas as evidências disponíveis, mas também dá confiança nos resultados porque permite que os usuários visualizem as evidências consideradas. Essa camada adicional de transparência dá aos usuários controle total sobre avaliações finais, o que é crucial na interpretação clínica de variantes.

3. Curadoria manual complementada por Inteligência Artificial (IA)

Ao escolher a plataforma de informática clínica, este fator coincide com confiança e transparência. Afinal, a curadoria é um componente crítico da interpretação e relatório de variantes clínicas. Ela envolve a busca por todo o corpo de conhecimento médico e científico para encontrar as informações precisas necessárias para classificar e interpretar com precisão uma variante.

Mas, a curadoria de variantes é um grande gargalo para os laboratórios diagnósticos clínicos. Afinal, há milhares de artigos novos sobre variantes genéticas humanas sendo adicionados a cada semana aos mais de 30 milhões de artigos médicos existentes listados no banco de dados da Biblioteca Nacional de Medicina/MEDLINE/PubMed.

Então, para ajudar a acelerar o processo, vários provedores comerciais de informática dependem de IA e aprendizado de máquina para indexar rapidamente milhões de artigos e encontrar peças-chave de evidência. No entanto, existem limitações significativas para abordagens baseadas apenas em IA:

  • A inteligência artificial pode interpretar erroneamente ou omitir informações devido à complexidade das nomenclaturas de variantes genéticas;
  • Sua limitação em buscar dados apenas em títulos e resumos de artigos resulta na exclusão de informações-chave nos textos completos;
  • Isso aumenta o risco de falsos positivos, pois a IA pode não identificar corretamente a referência das variantes aos genes, reduzindo a precisão das interpretações.

Portanto, a abordagem padrão-ouro é combinar IA com curadoria manual.

4. Suporte dedicado ao cliente

Como laboratório diagnóstico clínico, é fundamental sentir-se apoiado pelo seu provedor de software. Por isso, você precisa de garantias de que seu provedor estará ao seu lado desde a integração até a produção e gestão. Você precisa de uma equipe de suporte dedicada que seja responsiva e sempre disponível para responder a perguntas, bem como resolver problemas e otimizar seu fluxo de trabalho.

5. Customização

Por fim, você precisa de uma plataforma de informática clínica que permita personalização para as aplicações e objetivos únicos de seu laboratório. Afinal, cada laboratório tem necessidades específicas. Portanto, é importante escolher uma plataforma que possa ser personalizada para se adequar aos fluxos de trabalho e objetivos únicos do laboratório.

Leia também: Como o sequenciamento de nova geração (NGS) pode ajudar na medicina de precisão e favorecer diagnósticos e tratamentos

Esses cinco fatores podem servir como critérios essenciais ao escolher uma nova plataforma de informática clínica. Afinal, eles permitem que os laboratórios façam uma escolha informada que atenda às suas necessidades específicas e mantenha a qualidade e precisão nos processos de análise e interpretação de dados clínicos.

QCI Interpret e QIAGEN Digital Insights como sua solução em plataforma de informática clínica

Partindo desses cinco fatores essenciais ao escolher uma plataforma de informática clínica, você pode contar com as nossas soluções QCI Interpret e QIAGEN Digital Insights. Nossas soluções:

  • Já analisaram mais de 3,5 milhões de casos de teste NGS globalmente;
  • São reconhecidas por acesso a evidências clínicas em testes genéticos;
  • Tiveram um crescimento anual de 35%, tornando-se líder global com mais de 90.000 usuários;
  • Categorizam evidências, permitem modificações e revisões detalhadas;
  • Oferecem controle aos usuários na interpretação de variantes clínicas;
  • Têm mais de 100 curadores especialistas que garantem precisão;
  • Combinam IA e aprendizado de máquina para análises rápidas e precisas;
  • O QCI Interpret pode ser associado a qualquer painel ou sequenciador;
  • Contam com uma equipe de suporte dedicada para personalizar fluxos de trabalho conforme as necessidades específicas.

Além disso, o QCI Interpret foi selecionado pelo Centro Nacional de Genomas da Dinamarca para fornecer interpretação e relatórios de variantes para sequenciamento de genoma completo como padrão de atendimento para o programa nacional de oncologia de precisão do país.

As soluções da QIAGEN proporcionam uma combinação de experiência, conformidade com diretrizes, curadoria especializada e suporte personalizado. Por isso, são líderes no acesso a evidências clínicas e na interpretação precisa de variantes em informática clínica.

Acesse o site QIAGEN e leia mais sobre outras de nossas soluções.

Referências
https://digitalinsights.qiagen.com/news/blog/clinical/5-key-factors-when-choosing-a-new-clinical-informatics-platform/?cmpid=CM_QDI_CLIN_Alissa-users-Email1_1023_EM_9009_14615&elq_cid=3905237&elq_mid=14615&utm_source=CM_QDI_CLIN_Alissa-users-Email1_1023_EM&emhash=4a4f5f06b5dbe3a835d59b5d15dbba3a

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn

Cadastre-se e receba todos os nossos novos conteúdos direto em seu e-mail

Posts Recentes